ANACOLUTO

Difícil ser conjugada nesse mundo do faz de conta
Faz de conta que eu gosto de você e você de mim...
Faz de conta que eu me preocupo com você e você comigo...
A realidade não nos permite ser.
É algo muito caro, raro.
Dói ser verdadeiro.
Remete a idéia de chato.
Ser solitário.
Chora calado.
Silencia suas dores para não incomodar o mundo,
com seus personagens mitológicos de beira de esquina.
Alguém aqui entende que somos breves?
E sós?
Passageiros de nosso próprio casulo.
Alguns estão a passeio...
Você nem sabe o por quê veio...
Eu...
Eu apenas...
PERMANEÇO...
Longe...
Distante...
Pretérito mais que imperfeito.
“Minhas rimas são minha razão”.

Narayana Teles


 

Se você gostou desta página,
recomende-a para um amigo!

RECOMENDE  

página inicial | poesias e poemas | comentários

Coutinho, poesias e sonho-®-Todos os direitos reservados

Get a MIDI Plug-in
Música: Tereza da Praia - Vinícius de Moraes